Perderam minha mala, e agora?

Blogueira e aeromoça Carol Figueiredo da o passo a passo de como fazer para resolvermos esse problema que é bem mais comum do que imaginamos

Esperar a bagagem surgir na esteira do aeroporto já nos gera uma agitação natural, identificar, mesmo de longe, qual delas é a sua, ficar com os olhos atentos para que ninguém a pegue, então,  mas essa leve agonia pode se transformar em absoluto desespero quando a mala simplesmente não aparece.

Infelizmente, esse tipo de transtorno não é raro de acontecer mesmo com as comissárias de bordo como nos conta a blogueira aeromoça Carol Figueiredo, “É de Sempre falo que só sentimos algumas coisas quando passamos por elas.  E dessa vez foi comigo, perderam minha mala! Ninguém merece a sensação de ver todos pegando a mala enquanto a sua não chega e a esteira vai ficando vazia…Bom, acontece.”

Mas você sabe o que fazer quando isso acontece?! Vamos lá, Carol vai desvendar esse mistério .

Vamos ao passo a passo:

1- Passado o susto, o primeiro passo é procurar um funcionário da cia áerea e explicar o ocorrido. Caso não haja ninguém próximo, diriga-se até o setor de bagagens perdidas, o famoso LL ( lost luggage).

Lá você vai abrir um Registro de Irregularidade de Bagagem (RIB). o qual vai descrever as informações do seu vôo, características da sua mala e os pertences que estão na mesma. Não esqueça de guardar seus tickets- cartão de embarque e comprovante da bagagem despachada, pois será útil ao preencher esse relatório.

Aberto o chamado, a cia fará uma busca em todas as bases as quais ela opera, solicitando verificação se a mesma encontra-se nos departamentos de LL.

Lembrem-se: 

– Se a viagem for para o exterior, a responsabilidade é da legislação brasileira, ou seja, vôos que partam de qualquer território brasileiro. O que vale é o CDC- Código de Defesa do Consumidor. Inclusive, apesar de não quantificar a indenização, o CDC diz que ela deve ser ampla. Ou seja, a empresa deve dar todas as condições para que o viajante cumpra seu objetivo satisfatoriamente. O cálculo da indenização depende da boa-fé do passageiro, que vai declarar o que havia na mala. Se a bagagem não for devolvida, a empresa deverá ressarcir tudo o que havia nela.” Na prática, contudo, raras são as empresas que indenizam na hora o viajante.

– Se a empresa, mesmo que estrangeira, vende diretamente para o consumidor brasileiro, então ela tem de seguir o CDC.  E caso a passagem tenha sido comprada pela internet, o passageiro terá de assumir o ‘risco’ de se submeter às leis vigentes no país em que a empresa está radicada. Agora, caso a compra tenha sido feita por meio de um intermediário, como uma operadora, por exemplo, o consumidor pode optar por recorrer à própria operadora ou à companhia aérea. Ambas têm a chamada ‘responsabilidade solidária’, prevista no artigo 7º, parágrafo único, do CDC.”

Enquanto o chamado é aberto e contatadas as bases, a companhia contratada  prestará assistência material imediatamente.  Caso não aconteça de imediato, guarde seus comprovantes referentes aos seus gastos para futuro ressarcimento ( isso também está no CDC).

Procedimentos realizados, hora de comprar alguns pertences mais urgentes para usar até a sua mala chegar.

* DICA: além de relatar os pertences no relatório, faça uma listinha com tudo que você lembrar e guarde com você até o recebimento da mala, assim fica mais fácil conferir.

Mas o que comprar? Como fazer esse valor render?!

Confesso que achava que jamais conseguiria “me virar” com o valor recebido, mas surpreendentemente ou não; já que tenho uma certa experiência em otimizar looks de viagem consegui montar dois looks super legais até a mala chegar!

Lembrando que,  pertences de muito valor , como jóias, pertences e eletrônicos devem ser levados na sua bolsa de mão – o que facilita a nos recompormos.

Primeira parada – Farmácia:

Comprei os kits de primeiros socorros: uma escova e pasta de dentes, desodorante e um hidratante daqueles que usamos durante o banho. ( lembre-se que os hotéis oferecem miniaturas de shampoos etc e se for internacionais melhor ainda- alguns costumam oferecer produtos top!!!)

* se você tiver na sua bolsa de mão um hidratante de latinha, ou potinhos pequenos, melhor ainda! Aí você pode dispensar o hidratante de banho.

Hora de escolher os looks!

Como pousei numa cidade em que a temperatura estava amena, e já havia dado uma espiadinha na previsão do tempo ,ficou bem mais fácil  escolher os looks a serem comprados.

* Lembre-se, quando você resgatar sua mala, confira todos os ítens pois esse será o momento de reclamar caso esteja faltando algum pertence.

 

As Gorduras são “drogas”para o cérebro?

Por quê nós nos “empolgamos” com um pedaço de chocolate, mas nunca temos o mesmo sentimento por um alface?

Uma pesquisa respondeu parcialmente esta questão: triglicerídeos, componentes gordurosos dos alimentos, parecem agir no cérebro diretamente no mesmo local (circuito) em que o vício em drogas age. Quem nos explica melhor essa afirmação é o Dr Fábio Cardoso especialista em medicina preventiva, longevidade, emagrecimento, segundo ele cientistas já conseguiram demonstrar que variações nas concentrações sanguíneas desses triglicerídeos estão ligadas com a busca por alimentos e seu consumo. Baixou as concentrações, dá fome, mas a fome é específica para aquilo que está em falta: gordura e açúcar. E nunca passa com “alface”.

 

Esta figura mostra uma ressonância magnética com fluorescência, num corte transseccional do cérebro numa região chamada nucleus accumbens, uma região do cérebro conhecida por estar envolvida nos processos de motivação e recompensa, e no momento de queda dos níveis sanguíneos de triglicerídeos, ocorre um estímulo desta área, que pode gerar nos “viciados” a ação de querer comer alimentos com triglicerídeos, carboidratos e ou açúcar.

 

O estudo foi publicado agora, em 15 de abril deste ano, na revista Molecular Psychiatry, sob a batuta do time de pesquisadores  da Universidade Diderot de Paris (França).

Entender a ação direta e a consequente função viciante e estimuladora dos lipídeos e açúcares alimentares e a procura de prazer através da ingesta alimentar irá nos possibilitar melhor entender as causas de alguns comportamentos alimentares compulsivos e também da obesidade. E reforça aquilo que sempre falamos: prevenir é melhor que tratar. Estamos sim, viciando a nós e a nossas crianças.

 

Abaixo algumas dicas do Dr Fábio para não cairmos nessa armadilha .

 

1- Mante-se hidratado (35ml/kg /dia no mínimo)

2- Acrescente mais pimenta em sua alimentação (a Capsaicina presente na pimenta modula a vontade por salgados e gorduras)

3- Adicione azeite de oliva, abacate ou macadâmia aos seus pratos (experimente em doces funciona bem)

4- Coloque o ovo (gema mole) na sua vida . Seu corpo entenderá  que já é suficiente a gordura .

 

Seja responsável por tuas escolhas. Elas fazem diferença sim!

Biomassa de banana verde um poderoso remédio natural que pode se transformar em receitas deliciosas e saudáveis

A culinarista funcional Lidiane Barbosa dá muitas dicas de como incorporarmos essa maravilha no nosso dia a dia

Não basta ser uma das frutas mais consumidas, saborosas e adoradas no Brasil, a banana tem benefícios que vão além do que se imagina. No caso da biomassaformada pela banana-verde então, esses benefícios são muito maiores, mas além de sabermos quais são eles é muito importante aprendermos a utiliza-la no nosso dia a dia.

Trata-se de uma massa pouco calórica, com alto teor de amido, baixo teor de açúcares.  Os frutos ainda verdes atuam na proteção da mucosa gástrica e também apresentam conteúdo significativo de amido resistente, o qual age no organismo de forma similar a fibra alimentar. Ou seja tudo de bom para o nosso intestino. Um excelente PREBIÓTICO utilizado como alimento pelas bactérias benéficas (probióticos) presentes no nosso intestino.  Tem como consequência a absorção adequada de nutrientes e acaba se tornando uma barreira para entrada de substancias maléficas. Dessa forma além de auxiliar no transito intestinal adequado atua também na prevenção de doenças como câncer do intestino

Como possui baixo índice glicêmico, faz com que a sua digestão e absorção seja mais lenta. A quantidade de glicose liberada no sangue é mais lenta também, aumentando a saciedade e contribuindo para a prevenção do desenvolvimento de diabetes e combatendo o acúmulo de gordura corporal.

É por todas essas razões que a culinarista funcional Lidiane Barbosa é tão apaixonada por ela e a utiliza em grande parte das suas receitas,  Segundo  Lidiane Barbosa podemos usar a BIOMASSA nas receitas no lugar de : leite condensado, creme de leite, leite, maionese entre outros.

Não possui gosto, por isso, não ira alterar em nada o sabor. A maioria das pessoas que não conhece acha que, ao acrescentarmos a BIOMASSA às preparações, tudo ficará com sabor de banana o que não acontece.

Por isso veja bem a troca importante que você estará fazendo à sua alimentação, você estará incluindo muitos benefícios nutricionais. Agregando sabor com saúde.

Usar esse maravilhoso espessante nos preparos dos pratos significa levar saúde ao nosso organismo.

RESUMO dos benefícios da biomassa de banana verde:

– tem baixíssimo índice glicêmico, sendo super interessante em doenças como diabetes e hipercolesterolemia;

– é rica em amido resistente, que promove saciedade, ajudando na perda de peso;

– rica em prebióticos que nutrem os probióticos (“bichinhos bons”) do nosso intestino, melhorando a flora intestinal (consequentemente temos melhor absorção de vitaminas e minerais, intestino em bom funcionamento e maior produção de serotonina);

– além de melhorar a serotonina por melhora da flora intestinal é ainda rica em triptofano que é precurssor desse neurotransmissor (serotonina = hormônio da felicidade e bem estar);

– fonte de inúmeras vitaminas, entre elas as do complexo B que promovem aumento do pique e energia.

Vamos aprender a fazer :

Muito importante, as bananas verdes encontradas em supermercados e feiras sofrem um processo de aclimatização, são colocadas em um tipo de estufa para acelerar o processo de amadurecimento. Por isso temos que utilizar a banana verde retirada do cacho e que foi direto para sua cozinha ou seja o melhor lugar para compra-las é na feira.  Converse com os feirantes e diga o que precisa.

 

MODO DE PREPARO DA BIOMASSA

Tire as bananas uma a uma do cacho, cuidando para que esse corte seja bem rente para que nenhuma parte interna sofra contaminação no momento do cozimento.

Lave uma a uma com água e sabão enxaguando bem.

Em uma panela de pressão coloque água até a metade, ligue o fogo e deixe essa água ferver.

Quando estiver fervendo coloque as bananas. Muito importante a água estar fervendo, pois, esse choque térmico faz parte do processo.

Tampe a panela, a água deve ser suficiente para deixar as bananas “cobertas”, e quando começar a ouvir o barulho da pressão, abaixe o fogo, conte 8 minutos e desligue. Deixe que a pressão toda saia naturalmente da panela, não acelere o processo, não abra a panela.

Destampe a panela e descasque as bananas, cuidado, pois, estarão quentes. Mas terá que ser feito com elas ainda quentes para facilitar o processo.

Bata no liqüidificador, se necessário acrescentar um pouco de água para formar uma pasta e esta pronta.

VALIDADE : 3 a 6 meses no congelador. Eu costumo congelar em potes de vidro porções de 200 GR para utilizar de uma vez quando descongelada.

Na geladeira o ideal é consumir em até 3 dias.

PODE SER UTILIZADO QUALQUER TIPO DE BANANA.

Pós carreira – como manter-se ativo e produtivo após a aposentadoria

O mundo de hoje oferece muitas oportunidades boas para quem passa dos 60 – basta saber usá-las.

Muitos dizem que a vida começa aos 40 – prova disso é o aumento na expectativa de vida do brasileiro, que para os homens é de 81,9 anos e para as mulheres é de 87,2 anos. Muitos se aposentam assim que têm a oportunidade, aos 55, 60 anos, porém, a vida continua após a aposentadoria, e, para aproveitar a longevidade, especialistas falam em uma “pós carreira”.

Madalena Feliciano, diretora do Instituto Profissional de Coaching, comenta que para isso é preciso planejar essa nova etapa da vida. “É preciso evitar o tempo ocioso demais e ocupá-lo de forma prazerosa, dando atenção a novos interesses – como hobbies os quais a pessoa sempre teve vontade de fazer, ou trabalho voluntário – e mantendo-se intelectualmente, fisicamente e socialmente ativa”, comenta.

O recém aposentado deve ter em mente que o fim da carreira profissional lhe oferece tempo, experiências e segurança financeira para reinventar a vida. “E o coaching para aposentado ajuda a pessoa a enxergar esse novo caminho. O objetivo é fazer um bom planejamento financeiro – devido a possível redução de salário, – e a contratação de um bom plano de saúde para que o aposentado tenha um vida com qualidade e sem atropelo financeiro” exalta Madalena.

Resumidamente, o coaching nessa área visa dar suporte ao profissional que encontra-se em fase de preparação para a aposentadoria – ou para aqueles que já estão aposentados mas encontram dificuldades em seguir em frente. “Na aposentadoria o idoso deve aproveitar tudo o que tem ao seu alcance. Para isso, o coaching auxilia a pessoa a elaborar um projeto que sirva como um caminho para descobrir novos horizontes alinhados com suas preferências, valores e missão de vida.

Madalena ressalta que o planejamento é extremamente importante para o recém aposentado. “Digo isso porque é normal que os recém aposentados desfrutem dessa nova fase como se estivessem de férias do trabalho – passando os primeiros meses aproveitando e em repouso. Porém, passada essa euforia, o ócio demasiado revela-se bem diferente do intervalo anual de descanso – e é este o sentido das férias: descansar após os vários meses de trabalho”, diz a especialista.

O ser humano nasce com a vontade de sentir-se ativo e produtivo, e, caso a pessoa passe muito tempo apenas em “descanso”, é normal que com o passar dos dias, ela deixe de lado o estado de disposição ao de ansiedade – e esse faz com que a pessoa tenha uma sensação de vazio, já que sente não estar fazendo nada produtivo.

Sabendo que muitos aposentados sofrem com a ociosidade, o coaching nessa área ajuda no ingresso de uma nova fase de atividade produtiva. “Não é uma transição simples, mas a área de gestão de pessoas conta com estratégias eficazes para respaldar a volta ao mercado, ou a planejar o tempo livre – e o aposentado tem o lado positivo de trazer consigo a maturidade e as experiências pessoais”, comenta.

A pessoa, ao aposentar-se deixa um pouco de si nas empresas as quais trabalhou, porém, sempre é tempo de recomeçar e assumir novos papeis, sejam eles profissionais, voluntários, ou apenas consigo mesmo. “Para isso, pode ser preciso um auxílio de fora, que ajude nessa reciclagem, desenvolvimento e confiança no futuro”, conclui Madalena.

Modelo plus size de sucesso, invade o mercado publicitário, muda sua alimentação para ter mais saúde

A modelo comemora nove anos de carreira e encanta com suas curvas do manequim 48

Modelo vence o preconceito e assume curvas sobre as passarelas dos principais eventos de moda GG do país. A paulista tem 28 anos e já realizou mais de 300 trabalhos no segmento sempre levantando a bandeira da democratização da beleza feminina

Considerada uma das modelos plus size mais bonitas, é uma das mais requisitadas para campanhas e desfiles no Brasil hoje, Simone, que há 9 anos estrelou diversas campanhas, traz a tona uma discussão antiga: é possível ser bonita mesmo exibindo alguns quilinhos a mais?

Nas passarelas, foram mais de 500 idas e vindas com peças que variam de lingeries a vestidos de noiva, passando por looks casuais, moda praia, moda festa e pijamas.

Nos estúdios fotográficos, estrelou mais de 90 vezes campanhas de moda e editoriais de diversas revistas, onde cada curva do seu corpo foi apresentada tão perfeitamente quanto as das modelos magras. Posou para as lentes de Serapião, Pastorello, Barbáro, J.R Duran, Spartacus e Alex Korolkovas renomados profissionais da fotografia nacional.

Mercado em expansão

Em todo o país mercado PLUS SIZE  já movimenta anualmente cerca de R$ 4,5 bilhões, o que significa cerca de 5% do faturamento total do setor de vestuário em geral, que hoje ultrapassa os R$ 90 bilhões, segundo a Associação Brasileira do Vestuário (Abravest).

Esse “boom” é impulsionado pelo crescente número de pessoas com sobrepeso que  antes se escondiam e agora estão antenadas com as novidades da moda. Dados do IBGE apontam que praticamente metade dos adultos está acima do peso (51% dos homens e 48% das mulheres).

Plus size

  • R$ 4,5 bilhões: é valor movimentado pelo      mercado plus size no país
  • 51% dos brasileiros está acima do peso
  • 48% das brasileiras está acima do peso

Fonte: Associação Brasileira do Vestuário (Abravest) e IBGE

Simone não conquistou o seu espaço com facilidade. No início da carreira, sofreu com os maus olhares de modelos magras e foi tratada com indiferença por profissionais da área. Hoje, com a autoestima em dia e a agenda lotada, impõe seu talento por onde quer que passe.

Ela não vê problema em revelar suas medidas: “Meu manequim é 48, tenho 1,70 m e peso 85 kg, mas já estive com 130 Kilos. Estou longe de ser complexada e adoro minhas pernas gordinhas. Uso e abuso do shortinho e minissaia”, conta a modelo Plus Size.

Gordinha e Saudável

Quando se pensa em gordinhos, logo vem a cabeça uma pessoa sedentária e com hábitos alimentares desregrados. Mas nem sempre a recíproca é verdadeira.

Simone Fiúza é exemplo disso, muito cuidadosa com sua alimentação, segue a risca as dicas de uma nutricionista evitando frituras e refrigerantes no seu dia a dia e mantém uma rotina diária de exercícios físicos pra manter o corpo em dia.

Em sua gestação em 2012 engordou 30 kilos, mas agora após encarar uma reeducação alimentar eliminou junto com seu marido Michel mais de 50 kilos! E hoje em suas redes sociais é referência em dicas de alimentação saudável, inspirando gordinhas e gordinhos a levarem uma vida mais saudável.

“Não é porque sou gordinha que não gosto de me cuidar, amo o meu corpo, cada pedacinho dele então faço valer a pena, eu tenho a estrutura física grande, então não posso descuidar da alimentação, fico de olho na saúde. Não faço apologia à obesidade e nem a magreza excessiva, eu defendo que a mulher se ame e se cuide e tenha a saúde em dia.”

Ensaio Sensual

Recentemente Simone Fiuza encarou as lentes do fotógrafo Alex Korolkovas em um ensaio sensual onde mostrou toda sua versatilidade e carisma, como sempre foi um sucesso inclusive com destaque na imprensa como Isto É, Terra entre outros.

Não há mais dúvidas de que existe uma demanda crescente para o mercado plus size no mundo.

Sonhos de Infância

Simone conta que realizou alguns de seus sonhos de infância mas que não foi nada fácil encarar as gargalhadas dos amiguinhos quando ela dizia que seria modelo. Dentre poucos que falta realizar um deles é o de ser paquita , a menina diz que “Lua de Crista – Xuxa” sempre foi sua música tema e agora dá palestra nas escolas para inspirar outras crianças que se sentem fora dos “padrões”.

Trio Parada dura para o seu glúteo

Especialista ensina como conquistar o bumbum dos para desfilar nas areias ainda desse verão

Que todas as mulheres sonham em ter um bumbum durinho não é novidade pra ninguém, certo? Mas o que muitas esquecem é de que treinar não significa “ir a academia”

A personal trainer e atleta Marina Haddad sempre reforça a importância de se traçar um planejamento e montar uma periodização e realizar alimentação adequada para alcançar um objetivo.  Aí sim veremos resultados, executar os melhores exercícios da maneira correta é apenas uma parte do processo todo.

Portanto os exercícios que Marina cita aqui são excelentes, porém, primeiro você deve estar apto a realizar e depois a maneira como eles serão inseridos no seu treino ( tipo de treino) é o que vai fazer toda a diferença!

Exercício 1

O bom e velho agachamento

Como já sabemos ele tem uma alta ativação do quadríceps e os glúteos 90% da ação contátil.

Nesse exercício o ideal é permanecer com o tronco alinhado ao trilho e pés afastados na linha do quadril.

Para iniciantes: com halteres

Para intermediários/avançados: no trilho

Para avançados: Barra livre

Nesse exercício é muito importante manter a postura durante todas as etapas do movimento.

Movimentos realizado: extensão de quadril, extensão de joelhos, extensão de tornozelo.

 

Exercício 2

Leg Press- Primeiro item que devemos ficar atentos é a inclinação do apoio do banco, que pode  aumentar ou diminuir a amplitude  do  movimento do quadril.

Pés devem estar alinhados na largura do quadril. Deve-se evitar a extensão compeleta do joelho protegendo as articulações dos joelhos.

Músculos mais utilizados durante o exercício são quadríceps femoral, glúteos e isquiotibiais.

 

Exercício 3

Afundo/Avanço

Esse é um dos melhores exercícios para os glúteos .

Iniciantes podem utilizar halteres

Intermediários /Avançado : barra guiada ou barra livre.

Pode –se utilizar um step a frente  aumentando a utilização do glúteo máximo.

A passada com deslocamento também é uma ótima opção.

Consulte seu professor para orientar essas e outras possíveis variações durante o treino, e também para adequar todos esses exercícios de uma maneira coerente!

Agora é só partir para o abraço!

 

Mais sobre Marina Haddad:

Graduada em Educação Física;

Pós Graduada em Biomecânica, Avaliação Física e Prescrição de Exercícios Uni FMU / São Paulo

Formada em Yoga

Palestrante, personal trainer e consultora em qualidade de vida.

Atleta e ex bailarina.

Criadora do Believe : Believe é a tradução do estilo de vida de Marina Haddad, uma marca para aqueles que acreditam em uma vida saudável, com exercícios físicos regulares.

A gravidez desconhecida

 

Quando eu engravidei em 2013 não sabia de muita coisa além do aprendizado na escola. Acredito que grande parte das mulheres grávidas ficam pesquisando em blogs, sites, livros, revistas, assuntos apenas sobre a gestação, suas semanas, quantos quilos vão engordar, como voltar ao peso inicial pós gravidez, qual tipo de parto, a barriga crescendo, as roupas que não servem mais, os sutiãs para amamentação, entre outros.

Não sei se sou eu, mas quis procurar algo diferente. Comprei apenas um livro no quarto mês, que na verdade é uma enciclopédia da gravidez e no sexto mês um dos livros do meu ex-pediatra, Dr. Henrique Klajner, que atualmente é o pediatra do meu filho.

Algumas passagens que eu li aconteceram depois que meu bebê nasceu. Alguém já te disse que conversar com o bebê ou cantar para ele com a boca perto da barriga, pode acalmá-lo? Eu sempre cantava uma “cantiga de ninar” em momentos relaxantes para ele, que fazia questão de chutar e se remexer na minha barriga. O pai, papel fundamental na gestação e no nascimento, também conversava bastante com ele. E sabem o que aconteceu? Meu bebê nasceu, cortaram o cordão umbilical, veio o primeiro choro. Meu médico veio mostra-lo e logo deu para as enfermeiras para o processo de higienização, medição, testes e etc. O pai foi junto acompanhar os primeiros minutos de vida fora do útero do nosso bebê. Ele chorava muito alto e assim que limparam meu bebê e enrolaram ele em uma manta, meu marido se aproximou do ouvido dele e começou a conversar baixinho e pausadamente, como ele fazia com “minha barriga”. O bebê parou de chorar no mesmo instante. As enfermeiras ficaram emocionadas e não pararam de mencionar este fato no quarto da maternidade.

Quando ele veio para meus braços, ainda na sala da cirurgia, ele encostou a cabecinha no meu peito e ficou com um ar muito sereno. Não existe emoção maior que isso e totalmente diferente de tudo o que tenho vivido.

Segundo a fonoaudióloga, psicomotricista e psicopedagoga Raquel Caruso, os estímulos ao desenvolvimento do bebê devem começar ainda na fase da gravidez. O feto pode receber estímulos auditivos e também afetivos. “A mãe, o pai, o irmão mais velho podem conversar com o bebê. Vale também colocar músicas suaves para ele ouvir e fazer massagens, também suaves, na barriga“, diz Raquel. Quis detalhar essa experiência para dizer que é possível iniciar um relacionamento com o bebê dentro do útero. As neurociências explicam que dentro do útero, o bebê já troca informações com a mãe (Dr.Henrique Klajner) e que eles sabem muito mais sobre a mãe do que ela mesma.

Um outro ponto que eu comprovei foi sobre a alimentação. Durante a gravidez, meu médico ginecologista e obstetra, Dr. Renato Nisenbaum, pediu para que eu me alimentasse a cada três horas em pequenas porções. No momento, eu achava que era mais pela minha saúde, mas depois que meu filho nasceu, percebi que era para ele ter disciplina em suas refeições (mamadas). Eu tive muita fome a gravidez inteira e não consegui comer pequenas porções a cada três horas. O resultado disso foi gerar um bebê guloso. Ele recebia comida o tempo todo e consequentemente queria mamar o tempo todo, porém nosso organismo não produz leite em pouco tempo, tem toda aquela história do leite do peito que a mídia gosta de publicar, mas com disciplina consegui criar uma rotina, mesmo que difícil, com meu bebê desde o oitavo dia de vida até hoje (ele tem um ano).

Meu bebê mamava os dois peitos no mesmo horário, durante 15 minutos ele esvaziava toda a mama e ia para a próxima. No horário seguinte, começava com o peito que ele havia mamado por último e assim foram durante 7 meses, pois ele largou sozinho. E quando acabava o segundo peito ele continuava a chorar. No começo pensava que era cólica, mas comentando com o pediatra, tivemos que optar ao complemento de leite de fórmula. E não foi por causa disso que ele largou meu peito. É tudo balela, sou a prova viva disso. O bebê não larga o peito porque tem a mamadeira mais fácil, que não precisa se esforçar para comer. Varia muito de mãe, que aos poucos, vai dando menos o peito porque a mamadeira é mais prática ou oferecendo a mamadeira antes do peito. A rotina dele foi estabelecida por mim, sua mãe, com mamadas a cada três horas. Ele já veio ao mundo para respeitar as leis do ambiente que ele vive e com certeza, no futuro, vai saber respeitar as leis de onde ele estiver. Com cinco meses iniciamos a introdução alimentar e ele parou de tomar o leite de fórmula, continuando apenas com o peito + almoço + jantar. Quando ele largou o peito com sete meses descobrimos a intolerância à lactose (leite de vaca) e ao leite de soja. Substituímos as mamadas por vitaminas de frutas batidas com água ou suco de laranja, ou simplesmente frutas picadinhas/amassadas.

Na próxima gravidez vou fazer tudo diferente da primeira no quesito alimentação. Certos hábitos podem ajudar na disciplina do bebê desde o útero, evitando um certo estresse nos primeiros meses após o nascimento. Sei que muitas mães me acham radicais ou autoritária, mas um exemplo sobre “leis da sobrevivência” ou do ambiente, comentada no parágrafo acima, é que o bebê já começa a ter suas sensações de limite a partir do momento que está apertado dentro do espaço físico do útero. Para o bebê, o útero é sua proteção, um local escuro, onde ele supre todas suas necessidades ao longo da gestação e ele não tem outro espaço para ficar. Ele obedece essa condição para se desenvolver até o momento do seu nascimento. E a partir daí, já sabe que seus pais vão oferecer limites e educação, que deverão ser cumpridos e respeitados. Educação é Carpe Diem: Para todos os momentos, dias, anos…para uma vida toda.